DICA DE LEITURA · Sem categoria

Pressay

Engraxei meu sapatos vermelhos,

Na esperança de que brilhassem

tanto, mas tanto…

Que lá o do alto, Deus me visse

E em meio ao caos, me ouvisse.

Saí pro burburinho,

Segurando alma e bolsa.

No meio do caminho,

Tinha pressa.

Finalmente no Metrô,

Ansiosa por um livro,

Fantasias vivi, quando um olhar

Terno e de terno, me envolveu.

Por polidez, me sorriu.

Por timidez, me encolhi.

No meio do caminho,

Perdi a pressa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s